Natal e Ano Novo devem injetar R$ 288,7 milhões na economia da Capital

Em Campo Grande, as comemorações e presentes no Natal e Ano Novo deste ano devem movimentar R$ 288,7 milhões na economia do município. É o que aponta a pesquisa de intenção de consumo elaborada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (IPF/MS) em parceria com o Sebrae/MS. Desse total, R$ 89,5 mi serão com os presentes de Natal, R$ 76 mi com as comemorações do período e R$ 123,1 mi com as comemorações do Ano Novo.

Um dos destaques da pesquisa é a quantidade de pessoas que farão as compras no centro das cidades: 76%, contra 4% em shoppings e 3% na internet. Segundo a técnica e economista do Sebrae/MS, Vanessa Schimdt, em Campo Grande isso se deve principalmente à revitalização recente do local, além dos preços mais baixos.

“Com as obras, o consumidor teve que buscar outros locais para comprar, especialmente pela dificuldade de locomoção. Agora ele voltará para ver o centro de cara nova e aproveitar possíveis promoções que os comércios farão para suprir a queda de faturamento durante aquele período”, destaca.

Ainda segundo o levantamento, os consumidores da Capital pretendem desembolsar, em média, R$ 350,84 na compra do presente de Natal. O valor supera o de 2018, quando ficou em R$ 250,00. Já com as comemorações, a média do campo-grandense é de R$ 260,85, valor menor que 2018 (R$ 324,53). Para o Ano Novo, 82% dos entrevistados na Capital disseram que vão comemorar a virada do ano e o valor médio de gastos é de R$ 381,50.

Em todo o estado, a movimentação financeira com compra de presentes e comemorações de Natal e Ano Novo deve chegar a quase R$ 1 bilhão.

Pesquisa

O estudo ouviu 1.692 pessoas em Campo Grande, Dourados, Bonito, Coxim, Três Lagoas, Ponta Porã e na região do Pantanal (Corumbá e Ladário). As entrevistas foram aplicadas entre os dias 28 de outubro a 18 de novembro e o índice de confiança é de 95%.

Com informações do Sebrae-MS.