No Dia das Mães, 68,05% dos consumidores pesquisarão preços; Procon aponta variação superior a 200%

A estratégia de preços deve ser uma forte aliada do empresário do varejo neste ano para as vendas do Dia das Mães, conforme já demonstrado na pesquisa de intenção de compras e comemorações desenvolvida pela Fecomércio/MS e Sebrae/MS.

Dos consumidores entrevistados na Capital, 68,05% farão pesquisa de preços, indicativo que se acentua com a divulgação do Procon, que aponta variação superior a 200% nos principais produtos procurados para o período, tais como: flores, perfumes, joias, eletrodomésticos e utensílios diversos, além de serviços em restaurantes e churrascarias.

“Apesar dessas variações, há necessidade de que o consumidor fique atento às promoções que surgirão. Pois, essas variações de preços poderão se alterar, de acordo com a estratégia dos empresários”, orienta do presidente do Sindivarejo CG e da Fecomércio-MS, Edison Araújo.

O preço (30,85%), produto (44,03%) e atendimento (14,18%) se destacam como os elementos que serão levados em consideração no momento das compras para o dia das mães. Por isso, ainda no quesito preço, a pesquisa é a opção da maioria da população.

Conforme resultados da pesquisa da Fecomércio/MS e SEBRAE/MS, o Dia das Mães deve movimentar R$ 61,09 milhões, em Campo Grande, neste ano. Desse total, R$ 32,12 milhões serão destinados à compra de presentes (52,57%) e R$ 28,97 milhões às comemorações (47,43%).

A pesquisa aponta ainda que 60% da população de Campo Grande comprarão presentes e a mãe será a principal beneficiada (65,91%). Dentre as preferências de presentes se destacam: roupas (32,37%), perfumes/cosméticos (23,02%) e calçados (12,95%). As compras ocorrerão em lojas do centro (70,17%), com pagamento em dinheiro (68,30%).

Confira a pesquisa na íntegra: Campo Grande – Dia das Mães 2019