Campo Grande abre 2022 com saldo positivo em geração de novos postos de trabalho

De acordo com a última publicação do Caged (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados), Campo Grande/MS iniciou o ano de 2022 com crescimento de 0,38% sobre o saldo de estoque de empregos, em relação a dezembro de 2021. Durante o mês de janeiro foram criados 797 novos postos de trabalho, saldo da diferença entre o total de admissões (10.327) e desligamentos (9.530). No Ranking das Capitais, em relação ao saldo de empregos registrados, Campo Grande ocupa a 12ª posição ficando à frente de capitais como Manaus/AM (13ª posição) e Fortaleza/CE (27ª posição).

Houve uma recuperação significativa no saldo de geração de empregos em três dos segmentos econômicos em Campo Grande, em que o setor de Serviços se destaca com o índice de aumento em 0,72%, se comparado ao saldo de dezembro que foi negativo (-1.062 postos). No entanto, o setor de Comércio ainda não apresentou recuperação, ficando o saldo negativo em -191 postos.

Resumo dos Indicadores da Fundação Social do Trabalho – FUNSAT

Conforme dados apurados pela Coordenadoria de Vagas e Emprego (CVE) da Funsat, o mês de janeiro apresenta um aumento de 33% no total de vagas ofertadas em dezembro (430), por intermédio da Fundação.

No mês de janeiro de 2022, conforme os indicadores de atendimentos da Agência de Emprego da Fundação, 2.100 pessoas interessadas em inserir-se no mercado de trabalho de Campo Grande/MS procuraram atendimento. Durante o mês foram recebidas 337 novas inscrições de trabalhadores no sistema de intermediação de vagas, e foram captadas 1.275 vagas e realizados 1.997 encaminhamentos de candidatos para entrevistas.

Obtivemos o saldo de 260 trabalhadores formalmente contratados no mercado de trabalho local. Ainda foram recebidas e cadastradas 1.036 requisições de Seguro Desemprego e emitidas 321 carteiras de trabalho.

A Fundação tem como missão contribuir para a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, fortalecendo ações de responsabilidade social e empresarial, além, de assegurar e oportunizar o acesso a qualificação e inclusão no mercado de trabalho em condições justas as pessoas com deficiência (PcD).

Fonte: PMCG