Campo Grande deve movimentar R$ 36 milhões na economia durante o período do Dia dos Namorados

Pesquisa do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF/MS), em parceria com o Sebrae MS, aponta que o período do Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho, deve movimentar cerca de R$ 36 milhões na economia de Campo Grande. Desse total, 60,09% destinados a gastos com presentes (R$21,76 milhões) e 39,91% às comemorações (R$14,45 milhões).

O montante é 20% menor na movimentação total de presentes em relação à data comemorativa do ano passado, motivada, principalmente, pela mudança comportamental da população.

“Isso se deve à redução do número de pessoas que comprarão presentes (-16,97 p.p.) ou que irão comemorar o Dia dos Namorados (-28,35 p.p.) devido, principalmente, ao fato de não estarem em um relacionamento sério. Mas isso não é motivo para desânimo, o empresário deve investir na criatividade para proporcionar um clima mais romântico, de experiências e de cenários temáticos, de modo a incentivar o consumo, inclusive entre os casados”, avalia o presidente do IPF-MS e do Sindivarejo CG, Edison Araújo.

Entre os que vão presentear alguém, as opções mais apontadas foram: roupas (31,58%), perfumes/cosméticos (12,28%) e calçados (9,65%). O gasto médio com presentes será de R$ 140,04 na Capital. O valor é 10,43% menor na comparação com o ano passado, quando o gasto médio foi de R$ 156,36. As lojas do centro serão a opção da maioria dos entrevistados (78,07%).

A pesquisa indica que 74,56% vão as compras na semana do Dia dos Namorados e a maioria pretende pagar em dinheiro (85,09%). A maioria diz que vai pesquisar preço (60,18%) e os principais elementos levados em consideração no momento da compra serão produto (43,95%), atendimento (22,87%) e preço (21,52%). Os consumidores foram ouvidos entre os dias 18 de abril a 8 de maio e o nível de confiança da pesquisa é de 95%, com margem de erro em 5%.

Confira a pesquisa na íntegra:

Campo Grande