Com pandemia, Dia das Mães terá movimento financeiro 26% menor na Capital

A pesquisa de intenção de compras e comemorações do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF-MS) e Sebrae MS, aponta que para 2020, o dia das mães deve movimentar R$41,05 milhões em Campo Grande, 26% a menos em relação ao ano passado.

“Criatividade pode ser o elemento chave para a data não passar em branco”, orienta o presidente do IPF-MS e Sindivarejo CG, Edison Araújo.
A economista do IPF-MS, Daniela Dias, explica que, em um cenário sem os efeitos da pandemia, o Dia das Mães poderia movimentar R$92,82 milhões em Campo Grande, crescimento superior a 20%, em relação ao ano passado.De acordo com a pesquisa, 49% comprarão o presente a distância de uma loja física e entregarão pessoalmente; 23% comprarão o presente pela internet e entregarão pessoalmente; 17% comprarão o presente pela internet e mandarão entregar na casa da mãe; 4% comprarão o presente a distância de uma loja física e mandarão entregar na casa da mãe e 6% farão o presente e entregarão pessoalmente.

Confira os resultados, na íntegra: