Com percepção de queda na renda, o índice de consumo das famílias teve uma pequena redução em abril

O Índice de Consumo das Famílias (ICF) de Campo Grande (MS) de abril ficou em 96,1 pontos, ainda na zona negativa (abaixo de 100 pontos) e com retração de 1,6% em relação a março, de acordo com a pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

“Percebemos que os impactos da inflação fazem com que o consumidor fique mais cauteloso porque percebe uma retração em seus rendimentos”, explica o presidente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio MS, Edison Araújo.

Conforme a pesquisa, houve queda de 5% no indicador quanto às perspectivas profissionais e de 3,4% na avaliação da renda atual.  A retração mais significativa, de 6,6% foi na avaliação do momento para a compra de bens duráveis, como eletrodomésticos ou automóveis, por exemplo.

Quanto à renda atual, 32,6% dos entrevistados apontam melhoras em relação ao mesmo período do ano passado; 14,1% informam ter piorado e a maioria, 53,3%, falam em estagnação.

Confira o estudo na íntegra :

ICF abril 2022