Comércio da capital vai receber um aporte de mais de R$ 40 milhões no período do Dia dos Pais

O Dia dos Pais deve movimentar R$ 42,56 milhões no comércio de Campo Grande entre presentes e comemorações, um aumento de 20% em relação ao ano passado. O valor está na pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF MS), divulgada nesta quinta-feira (01/08) em Campo Grande que ouviu 445 pessoas economicamente ativas entre os dias 15 e 23 de julho.

O presidente do Sistema Comércio MS e do Sindivarejo Campo Grande, Edison Araújo, lembra que, com esse montante, a data já está se equiparando a movimentação financeira ocorrida no Dia dos Namorados, quarta data mais importante para o comércio varejista.

Segundo a pesquisa, os gastos com comemoração terão um aumento de 13,63% e os gastos com presentes, 6,14%, também em relação ao ano passado. Do montante a ser movimentado com o Dia dos Pais, R$ 25,56 milhões são em presentes e R$ 17 milhões com comemorações.

O valor médio por presente será de 157,30 e para as comemorações, o custo será de R$ 148,83, representando um aumento de 7% e 2,75%, respectivamente, em relação a 2018.

Roupas (26,87%), perfumes e cosméticos (15,82%) e calçados (14,93%) aparecem no topo dos presentes preferidos pelos compradores e ainda há um percentual de 8,36% que não decidiram o que vão comprar.

Os shoppings centers (43%), a região central (33%) e a internet (15%) são os locais de preferência dos entrevistados. As compras nos bairros serão feitas por 4% dos entrevistados. O pagamento em dinheiro continua sendo a forma preferida pelos consumidores, mas o cartão de crédito será utilizado por 30,56% dos que responderam o questionário.

 43,8% pretendem pagar com dinheiro, queda em relação a anos anteriores, com 25,42% apontando que vão comprar no crédito, 16,14% no débito e 9,39% parcelado. “São números importantes e que balizam tomadas de decisão, por exemplo, quando perguntado ao consumidor quais elementos que podem definir as compras, o preço aparece reforçando a necessidade de uma estratégia de divulgação das promoções”, diz a economista do IPF-MS, Daniela Dias.

Quanto as comemorações, 45% irão comemorar na própria casa e 30% vão para casa de parentes; enquanto 17% afirmam que vão para levar o pai para comemorar em algum restaurante. “A pesquisa mostra que o consumidor está mais receptivo às comemorações desta data, os percentuais de intenção de compras/investimento estão maiores do que o do ano passado, mostrando uma tendência mais otimista também com relação a própria situação financeira. Cabe ao empresário saber receber esse cliente, identificar suas necessidades, promover seu negócio e, quem sabe, engajá-lo com seus produtos e serviços, para que esse cliente vire um fã de sua marca e, claro, sempre retornando”.

Confira a pesquisa na íntegra:

Campo Grande dia dos pais