Confiança do empresário do comércio registra terceiro aumento seguido

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), avançou novamente neste mês de janeiro, crescendo pelo terceiro mês consecutivo em Campo Grande. O indicador aumentou 5,7% em relação ao mês anterior, chegando a 136,7 pontos, acima da zona considerada de satisfação. É o maior índice dos últimos 13 meses.

Dados da pesquisa apontam que, para 49,2% dos empresários ouvidos, as condições atuais do setor melhoraram um pouco e sobre as condições atuais da empresa, 52,1% afirmam que melhoraram um pouco. Já sobre a expectativa para a economia brasileira, 48,4% acreditam que vai melhorar muito e 43%, que vai melhorar um pouco. Já em relação à expectativa de contratação de funcionários, a maioria (87,2%) pretende aumentar um pouco e 8,5% devem reduzir um pouco.

No mês de janeiro, os três componentes do Icec subiram, com destaque para o Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (172,6%), que registrou a maior variação, seguido pelo Índice de Investimento do Empresário do Comércio (136,7%) e, com a menor variação, o Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (116,8%).

“São dados animadores que apontam uma perspectiva positiva do nosso empresário em relação à retomada da economia, mesmo em um mês em que predominam os gastos com impostos e despesas escolares, que motiva o consumidor a reduzir as compras”, explica a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS), Regiane Dedé de Oliveira.

Confira a pesquisa:  Pesquisa ICEC_janeiro