Famílias estão mais cautelosas com consumo, aponta pesquisa da CNC

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) campo-grandenses, calculada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aponta que neste mês de novembro a perspectiva profissional e a expectativa de consumo recuaram em relação ao mês de outubro. O ICF ficou em 79 pontos no mês de novembro.

“A economia está fortemente ligada à política e esses dados foram coletados no período pré-eleitoral. Então, percebemos uma tendência das pessoas aguardarem o desenrolar nesse cenário para, só depois, tomarem decisão. Também percebemos o impacto da pandemia. Mas quando ampliamos os números e cruzamos com outros dados, como o do seguro desemprego, que deu sinais de uma redução em relação a outubro do ano passado (de 17,5%, segundo o IBGE), o saldo de empregos formais sendo positivo em Mato Grosso do Sul pelo quarto mês positivo,  e com o índice de confiança do empresário do Comércio, que atingiu o maior nível, com 123,9 pontos, podemos acreditar que estamos passando por uma fase que já possui indícios de melhora”, comenta a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF-MS), Daniela Dias.

Confira a pesquisa na íntegra: ICF Novembro