Intenção de consumo das famílias continua em alta na Capital

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Campo Grande manteve a tendência de aumento e subiu para 103 pontos em novembro, distanciando-se da “zona negativa”. A pesquisa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que havia registrado, em outubro, 101 pontos.

Dos sete indicadores apurados, o nível de perspectiva de consumo (8,1%), seguido pela renda atual (3,8%) e momento para duráveis (3,2%) são os que registraram maior aumento. O único indicador que mostrou reação negativa foi o de nível de consumo atual, com -3,3%.

“Outro dado animador é que 42,7% dos entrevistados afirmam que estão mais seguros em relação aos seus empregos, se comparado ao mesmo período do ano passado e 62% acreditam em melhora profissional nos próximos meses. Esses indicadores, em um momento importante para a economia, devem repercutir nas vendas de final de ano”, avalia a economista do IPF MS, Daniela Dias.

Confira a pesquisa na íntegra:

ICF NOVEMBRO