Saldo de empregos formais cresce 3,6 vezes em janeiro, na Capital

Mato Grosso do Sul fechou o mês de janeiro com saldo de 3.483 empregos formais, que é a diferença entre os 19.455 admitidos e 15.972 demitidos, conforme dados do Caged, divulgados nesta terça-feira, 16. Na Capital, o aumento foi ainda mais expressivo: de um saldo de 326 vagas em janeiro de 2020 para 1.196 em janeiro deste ano.

Em Mato Grosso do Sul, no comércio, o saldo foi de 793 vagas e no setor de serviços 1.504. O saldo de janeiro de 2021 é 87,8% maior que o de janeiro de 2020, quando o resultado entre admissões e demissões foi de 1.854.

A economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF-MS), Daniela Dias, avalia que alguns fatores explicam os resultados. “O primeiro deles é que a maioria das pessoas começou o ano com melhores expectativas e otimistas, em relação a 2021. Mais de 60% esperam um ano melhor, temos, sim, um grande desafio, mas acredita-se que com o aprendizado de 2020 teríamos uma grande potencialidade para 2021. Essas potencialidades direcionam tanto os consumidores quanto os investidores em suas tomadas de decisões, sobre consumo ou contratação”.

Daniela acrescenta que a inadimplência foi reduzida e a confiança aumentada do empresário, além de alguns segmentos específicos que se destacaram. “O consumo passou a ser atividade de lazer mesmo que a distância, um consumo um pouco mais diferenciado”.