Mesmo em ritmo de feriado, comércio pode abrir as portas e atrair clientela

O comércio de Campo Grande poderá abrir nesta sexta-feira, feriado da Proclamação da República (15/11). “A 40 dias da principal data para o comércio varejista, a abertura das lojas pode ser uma estratégia para o empresário que quer aproveitar o período de promoções, renovar o estoque e já fazer uma cartela de clientes para o Natal, fazendo a divulgação dos seus produtos, captando dados para que eles possam receber informações sobre sua loja”, conta a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS, Daniela Dias. “Importante ressaltar que muita gente aproveitará esse dia de folga para saber como está a rua 14 de Julho, importante cartão de visita para o comércio do centro e que está com previsão de ter suas obras inauguradas no final deste mês”, explica Daniela. “É uma data que poderá dar uma reaquecida na economia local”.

Dentro da legislação – A autorização de abertura do comércio no dia em que se comemora a Proclamação da República está na cláusula 37, parágrafo terceiro, da sentença normativa do dissídio coletivo, que indica as datas facultativas para o trabalho dos colaboradores do comércio em Campo Grande.

A abertura das lojas terá horário diferenciado, ficando estabelecido o período de funcionamento das 9 h às 18 h, com intervalo de, no mínimo, 1 hora intrajornada. Estabelecimentos localizados nos shoppings estão isentos desta regra.

Os supermercados também abrirão as portas normalmente. A autorização é do Decreto nº 9.127/2017, que incluiu o setor varejista de supermercados e hipermercados – com atividade preponderante de venda de alimentos – no rol de atividades autorizadas a funcionar permanentemente aos domingos e nos feriados civis e religiosos.