Percentual de pessoas endividadas aumenta na Capital

O número de pessoas endividadas aumentou em junho (58,8%) em comparação com maio (54,1%), aponta a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) da Confederação Nacional do Comércio (CNC). É a quarta alta consecutiva.

“As pesquisas anteriores, da própria CNC, indicavam aumento na intenção de consumo e esse pode ser um dos motivos do aumento desse percentual, já que estamos falando de pessoas endividadas e não inadimplentes”, enfatiza a economista do IPF-MS, Daniela Dias.

“É preciso sempre ressaltar a necessidade do consumo consciente, dentro das possibilidades e sem prejudicar o orçamento doméstico, pois estamos num processo de recuperação da economia, que ainda se faz frágil”, conclui.

Apesar do número dos que estão com contas em atraso também ter aumentado (30,6% ante 28,4% do mês anterior), o índice entre os que não têm condições de pagar manteve-se – praticamente – estável (12,7%).  Cartão de crédito (66,2%), carnês (20,6%) e financiamento de casa (14%) são os principais tipos de dívida.

Confira a pesquisa completa:

PEIC-junho

Fonte: IPF-MS