Número de famílias endividadas aumentou na Capital em janeiro

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o percentual de famílias endividadas em Campo Grande teve um aumento no mês de janeiro e passou a representar 61% das famílias campo grandenses, frente aos 60,1% do mês anterior e acima do valor alcançado em janeiro de 2019, de 59,1%.

“Dentre os principais motivos que ajudam a justificar esses resultados, está a melhora da intenção de consumo das famílias em janeiro, que alcançou o melhor índice desde 2015, impulsionada pelas liquidações de início de ano, expectativas acerca da compra por bens duráveis (como de móveis e eletrodomésticos), de recuperação econômica e de segurança no emprego. Observa-se ainda que neste caso o endividamento não é tratado como algo negativo, visto que o índice de inadimplência teve variações pouco expressivas, mas sim como a recuperação gradativa da confiança para realizar compras a prazo”, afirma a economista do IPF MS, Daniela Dias. Em números absolutos são 189.767 famílias endividadas, apesar disso, 28% se consideram pouco endividadas.

De acordo com a pesquisa, o principal vilão continua sendo cartão de crédito (66,5%). Logo após o cartão de crédito, houve um crescimento da escolha por carnês, que representou 17% das formas de endividamento. Houve destaque ainda ao financiamento de casa (17%) e financiamento de carro (15,9%).

Confira a pesquisa na íntegra:

PEIC Janeiro