Percentual de famílias endividadas registra leve redução na Capital em abril

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o percentual de famílias endividadas em Campo Grande teve uma pequena redução no mês de abril deste ano, com 61,8%, contra 62,7% em março.

Em números absolutos são 196.954 famílias endividadas em abril, seja com cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros. Desse total, 29,9% têm contas em atraso e 12,8% não terão condições de pagar as dívidas.

Segundo a pesquisa, os muito endividados somam 14,5% e os pouco endividados, 28,2%. O cartão de crédito continua como principal fonte de endividamento dos campo-grandenses (68,8%), seguido pelos carnês (19,8%), financiamento de casa (15,9%) e financiamento de carro (8,9%).

“Temos percebido uma estabilidade nos números de endividamento e inadimplência do consumidor campo-grandense, desde o início do ano, o que é positivo, levando em conta os impostos desse período e a retomada ainda tímida da economia. Ainda assim, o cenário é de alerta, pois temos mais de 60% da população endividada e cerca de 30% com contas em atraso”, avalia economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF-MS), Regiane Dedé de Oliveira.

Confira a pesquisa na íntegra: Peic_abril